Manaus, 26 de outubro de 2021

Governo e Município se reúnem para discutir os espaços comerciais planejados para o Prosamin+

Projeto do programa na comunidade da Sharp inclui a construção de feiras, quiosques e um centro comercial O Governo do Estado, por meio da Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), reuniu-se nessa semana com o Procuradoria Geral do Município (PGM) e da Secretaria Municipal de Agricultura, Abastecimento, Centro e Comércio Informal (SEMACC), para discutir o […]
Postado em: 1 de setembro de 2021

Projeto do programa na comunidade da Sharp inclui a construção de feiras, quiosques e um centro comercial

O Governo do Estado, por meio da Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), reuniu-se nessa semana com o Procuradoria Geral do Município (PGM) e da Secretaria Municipal de Agricultura, Abastecimento, Centro e Comércio Informal (SEMACC), para discutir o planejamento e implementação dos espaços comerciais incluídos no projeto do Programa Social e Ambiental de Manaus e Interior (Prosamin+).

A reunião ocorreu na sede da UGPE e visou o alinhamento entre Estado e Município sobre o apoio da prefeitura na implementação dos espaços comerciais do Prosamin+, que tem previsão de construir feiras, quiosques e um centro comercial em seu projeto na comunidade da Sharp.

Participaram da reunião o coordenador da UGPE, Marcellus Campêlo, e os subcoordenadores setoriais do social e do jurídico e institucional da UGPE, Viviane Dutra e Francisco Souza, respectivamente. Também estavam presentes o procurador-geral do Município, Marco Aurélio Choy, e o subsecretário da SEMACC, Wanderson Costa.

“Como solução para as pessoas que desenvolvem atividades comerciais no Prosamin+, além da reposição patrimonial, que é a indenização em si, a gente vai ter equipamentos de feira, quiosques e um centro comercial ao longo dos parques urbanos e residenciais”, explica a subcoordenadora setorial do social da UGPE, Viviane Dutra.

A subcoordenadora ainda afirma que a reunião com a PGM e a SEMACC é essencial para começar a tratativa de como a UGPE vai realizar a destinação desses quiosques e equipamentos comerciais, além de ouvir o direcionamento desses órgãos para construir um caminho para os beneficiários do Prosamin+.

“Essa parceria é uma parceria importante justamente porque vai gerar uma união de esforços para gerar melhor qualidade de vida para as pessoas atendidas”, comentou o procurador-geral do município, Marco Aurélio Choy, que considerou a reunião muito produtiva com referência ao projeto do Prosamin+.

“Visualizando o contexto atual, essa união entre o Município e Estado é muito importante para beneficiar e fazer de fato o giro econômico que a cidade precisa. Então acredito de fato que esse projeto tem tudo para dar certo, a SEMACC tem papel nisso por conta da fiscalização, e a PGM vai trazer um embasamento legal para que tudo isso possa acontecer”, comenta o subsecretário da SEMACC, Wanderson Costa, sobre a parceria.

O coordenador executivo da UGPE, engenheiro civil Marcellus Campêlo, afirma que o Prosamin+ é a soma das experiências e lições aprendidas em todas as fases anteriores do programa. Segundo ele, a determinação do governador Wilson Lima foi a de que se construísse um programa corrigindo as lições aprendidas em outras fases do programa.

“As primeiras fases do Prosamin+ não previam a construção de espaços comerciais próximos aos residenciais, como feiras ou quiosques, e durante esses quase 15 anos, observamos que, após a entrega dos residenciais, a comunidade se organizava da maneira dela para a criação de áreas comerciais. E agora, com o Prosamin+, as famílias que já possuem uma atividade comercial na área poderão permanecer com suas atividades”, afirmou Campêlo.

FOTOS: Tiago Corrêa/UGPE

Copy link
Powered by Social Snap