Manaus, 1 de agosto de 2020

Festival lança Casa do Jazz com programação cultural gratuita

Reunindo música, gastronomia, cinema e interatividade, a Casa das Artes, localizada na rua José Clemente, 564, Centro, ao lado do Teatro Amazonas, se transforma em Casa do Jazz, de 29 de fevereiro a 29 de março, para receber uma programação especial do 10º Festival Amazonas Jazz. O evento é uma realização do Governo do Amazonas, […]
Postado em: 28 de fevereiro de 2020

Reunindo música, gastronomia, cinema e interatividade, a Casa das Artes, localizada na rua José Clemente, 564, Centro, ao lado do Teatro Amazonas, se transforma em Casa do Jazz, de 29 de fevereiro a 29 de março, para receber uma programação especial do 10º Festival Amazonas Jazz. O evento é uma realização do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa.

A Casa do Jazz funcionará diariamente, das 9h às 21h, com acesso gratuito para o público. Em parceria com o Cine Set, site manauara especializado em cinema e séries de TV, o espaço exibirá mais de 30 filmes que dialogam com o jazz. As sessões ocorrerão a partir das 19h, de segunda a quinta-feira; nas sextas-feiras serão exibidos dois filmes, às 17h e às 19h; e aos domingos, às 18h. A programação completa está disponível no Instagram do evento (@festivalamazonasjazz).

Um dos destaques da maratona de cinema é a elogiada série documental “A História do Jazz”, dirigida por Ken Burns, que registra a evolução do gênero desde o seu nascimento, em Nova Orleans (EUA). Toda quinta-feira serão exibidos dois episódios da série, seguidos de debate entre Renildo Rodrigues, integrante do Cine Set, e Rui Carvalho, diretor artístico do Festival Amazonas Jazz. O público também poderá participar do bate-papo.

Outros títulos confirmados na programação são “Bird”, “Whiplash”, “Chico & Rita”, “A Vida de Miles Davis”, “Susie e os Baker Boys”, “Bossa Nova”, “Chicago”, “Cotton Club”, “What Happened, Miss Simone?”, “O Cantor de Jazz”, “Kansas City”, “O Grande Gatsby”, “La La Land”, “O Homem do Braço de Ouro” e “Chet Baker – A Lenda do Jazz”.

Além dos filmes, os visitantes terão acesso a duas salas temáticas interativas. Uma delas, intitulada “Sala Experiência”, reproduzirá o ambiente dos tradicionais clubes de jazz de Nova York e fará uma homenagem à Amazonas Band, que está celebrando 20 anos de criação. O público poderá tirar fotos no cenário e, com óculos de realidade virtual, escolher entre vivenciar a experiência de estar ao lado da orquestra em um palco ou acompanhar um garçom narrando a história do surgimento do jazz.

Para quem sonha em ser músico por um dia, a “Sala Conheça o Som do Jazz” oferecerá a oportunidade de tocar um instrumento de sopro – saxofone, trombone, trompete ou flauta transversal. Os sons de cada instrumento serão ouvidos individualmente através de fones por quem estiver tocando e, ao final da experiência, serão reunidos e reproduzidos para os participantes.

A Casa do Jazz ainda sediará uma lojinha com produtos personalizados do Festival Amazonas Jazz e o Café Blue In Green, que tem o nome inspirado em uma canção do trompetista e compositor norte-americano, Miles Davis (1926-1991), um dos mais lendários músicos do gênero.

“Também estamos programando intervenções musicais no Largo de São Sebastião ao estilo de Nova Orleans, berço do jazz, onde artistas e bandas surpreendem o público com performances incríveis nas ruas”, acrescenta a produtora executiva e coordenadora geral do festival, Inês Daou.

As apresentações de jazz ocorrerão todos os sábados, começando neste fim de semana. A primeira atração será o Tubones Coral, grupo da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) formado por 12 músicos – oito trombones tenores, dois trombones baixos, uma tuba e uma bateria –, e coordenado pelo diretor da Escola Superior de Artes e Turismo (Esat/UEA), professor Fábio Carmo.

O festival – Em sua 10ª edição, o Amazonas Jazz movimentará a cidade com mais de 30 eventos, que vão de espetáculos musicais, passando por workshops, palestras e masterclasses gratuitos, até um roteiro gastronômico reunindo bares, restaurantes, casas noturnas, entre outros estabelecimentos do setor.

O Teatro Amazonas será palco de 16 concertos, dois por noite, com artistas que formam a nata do jazz nacional e internacional. Os ingressos estão à venda na bilheteria do teatro e no site Bilheteria Digital (www.bilheteriadigital.com) por valores que variam de R$ 20 a R$ 80.

A programação completa do festival pode ser conferida no site oficial do evento: www.festivalamazonasjazz.com.br.

FOTOS: Divulgação/FAJ (Casa do Jazz) e Ascom/UEA (Tubones)

Copy link